A desenvolvedora não deu detalhes sobre o Singularity, mas tudo leva a crer que será uma ROM completa que deve ser instalada no celular (o que implica na exclusão total do sistema Android). Com o sistema em funcionamento pleno no smartphone, basta conectar o cabo no monitor para que o Remix OS ofereça a experiência do Android PC.

O sistema aproveita os múltiplos núcleos dos smartphones e a grande memória RAM para rodar vários apps simultaneamente, transformando os aparelhos mobile em verdadeiros computadores. Para entregar mais opções de uso, o Remix Singularity tem suporte para mouse e teclado, os quais, pela demonstração em vídeo, devem ser pareados via Bluetooth.

Até o presente momento, a Jide não revelou detalhes sobre os aparelhos compatíveis, tampouco liberou a data de lançamento do Remix Singularity. O que você achou dessa novidade? Será que agora vai?